RSS
Notícias
Comentários

Audiência no Palácio dos Bandeirantes, em 1997, quando foi autorizada a duplicação

Há vinte anos começava a duplicação da Rodovia Fausto Santomauro (SP127), que liga Rio Claro a Piracicaba. “Orçada em R$ 40 milhões (R$ 136 milhões em valores de hoje), essa obra se mantém como um dos maiores investimentos em infraestrutura de transportes de nossa região, além de ser uma prova incontestável de que a união de uma comunidade em torno do mesmo objetivo vence qualquer obstáculo”, diz o deputado Aldo Demarchi (Democratas), que na época exercia o primeiro mandato na Assembleia Legislativa de São Paulo.
“Com a ajuda de Deus, esse esforço não foi em vão. No dia 15 de março de 1997, em audiência no Palácio dos Bandeirantes, saiu a tão esperada confirmação da obra. Por mais tempo que eu viva, jamais esquecerei o sábado no qual, juntamente com os ex-prefeitos de Rio Claro, Kal Machado, e de Piracicaba, Mendes Thame, e o então presidente do Diretório Municipal do PSDB, José Eduardo Leite, entreguei ao saudoso Mário Covas um documento com relatos das tragédias ocorridas na chamada Estrada da Morte de triste memória”, relata o deputado.
“Muita gente provavelmente não conhece detalhes dos fatos que tornaram essa realização um acontecimento praticamente inédito na história de São Paulo e, talvez, do Brasil. Para começar, a SP-127 fazia parte do pacote de privatizações da malha rodoviária paulista, na época em fase de implantação. Convencemos, porém, Mário Covas a retirá-la da lista”, conta Aldo Demarchi.
Outra peculiariedade foi o curto tempo decorrido entre a reunião no Palácio dos Bandeirantes e o começo da duplicação – menos de seis meses. Isto somente ocorreu porque, após muita insistência perante a Procuradoria Jurídica do Departamento de Estradas de Rodagem, aproveitou-se uma concorrência pública realizada no final de 1994 e que permanecera inerte por causa da mudança de governo.
“Merece destaque ainda a rapidez na execução dos serviços, concluídos em apenas quatorze meses. Dessa maneira, ganhamos uma das melhores rodovias do país e, passadas duas décadas, a quantidade de acidentes fatais nos 32 quilômetros que separam Rio Claro de Piracicaba diminuiu consideravelmente”, complementa o deputado.

Aldo Demarchi discursa na solenidade de assinatura do convênio

O deputado estadual Aldo Demarchi participou nesta quinta-feira (31) da assinatura do convênio para retomada das obras de construção do novo Fórum da Comarca de Rio Claro pelo prefeito Juninho da Padaria e o secretário da Justiça e da Defesa da Cidadania, Márcio Fernando Elias Rosa. Autor da emenda orçamentária que destinou há sete anos cerca de 9 milhões de reais ao projeto, Demarchi ajudou nas negociações com o Governo do Estado que permitirão a retomada das obras, que estavam paradas desde 2014.

Durante a cerimônia, o secretário Márcio Rosa informou que dentro de alguns dias o documento será publicado para que possam ser tomadas as providências para fazer a licitação e contratar a empresa que executará os serviços. A expectativa é de que o processo licitatório seja concluído ainda neste ano para início imediato das obras. “O dinheiro já está reservado”, afirmou Márcio Rosa.                                                                                                                                                                                 Ao discursar, Aldo Demarchi observou que a sintonia do município com o Governo do Estado melhorou muito neste ano. “Nossa peregrinação para a realização da obra começou ainda antes de 2010, ano que o governador Geraldo Alckmin liberou recursos para o projeto”, recordou. Lembrou que o prédio levará o nome do juiz Luiz Gonzaga de Arruda Campos, conforme indicação feita pelo deputado e acatada pelo Tribunal de Justiça.

Para concluir a obra, a prefeitura irá assumir uma contrapartida no projeto, que tem previsão de investimento estimada em 5 milhões de reais . “A vontade do município e o empenho do estado resultaram nessa conquista para a comunidade. A retomada dessa obra evita desperdício de dinheiro público e é uma questão de respeito com a população”, afirmou Juninho da Padaria.                                                                                                                                                                                                O presidente da Câmara de Vereadores, André Godoy, ressaltou o fato de o governo municipal ter adotado a postura de respeito ao dinheiro público, dando continuidade a obras que estavam abandonadas, como a creche do Terra Nova, seis unidades de saúde e,agora, o fórum.

Aldo Demarchi - quarto a partir da esquerda - durante reunião na concessionária

A Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) autorizou a elaboração do projeto executivo para construção de uma passagem inferior de acesso aos bairros Jardim Novo I e Jardim Novo II, na Rodovia Fausto Santomauro (SP-127), em Rio Claro. Essa informação foi confirmado nesta terça-feira (29) pelo deputado Aldo Demarchi, integrante da Comissão de Transportes e Comunicações da Assembleia Legislativa.
No dia 30 de junho, ele participou de uma comitiva que discutiu com o engenheiro Claudio Taira, diretor da concessionária Rodovia das Colinas, administradora da estrada, a realização dessa obra e da interligação da adutora que abastecerá o Distrito de Assistência, o que também exige uma intervenção sob a pista. Além de Aldo Demarchi, fizeram parte do grupo o prefeito João Teixeira Júnior, o Juninho da Padaria, o vereador Rafael Andreeta, o secretário municipal de Obras, Paulo Roberto de Lima, e o superintendente do Departamento Autônomo de Água e Esgoto (DAAE), Francesco Rotolo. “É bom saber que aquela reunião foi produtiva e já apresenta resultados”, avalia o deputado

Aldo Demarchi (ao centro) visitou o canteiro de obras nesta segunda-feira

Funcionários da Conter Construções e Comércio, vencedora da concorrência pública internacional para duplicação e melhorias Rodovia Constante Peruchi (SP-316), iniciaram nesta segunda-feira (28) a demolição da ponte existente sobre o Ribeirão Claro, nas imediações do condomínio Campos do Conde. “Isso permitirá a instalação da nova travessia em uma das pistas e consequente conclusão dos serviços para entrega da obra”, diz o deputado Aldo Demarchi, integrante da Comissão de Transportes e Comunicações da Assembleia Legislativa, responsável, entre outras coisas, pela fiscalização dos investimentos em rodovias estaduais.
Ele esteve no local para acompanhar a execução do trabalho. Recentemente, fez gestões perante o Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE), órgão subordinado à Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos do Estado, para que fosse outorgada ao DER a autorização administrativa para a intervenção que permitirá o término das obras no trecho de 20 quilômetros da SP-316, entre Cordeirópolis, Santa Gertrudes e Rio Claro. O extrato da Portaria 2619/17 do DAEE foi publicado no Diário Oficial do Poder Executivo do último dia 17.

A reunião com os técnicos do Centro Paula Souza ocorreu na Prefeitura

Representantes do Centro Paula Souza estiveram em Rio Claro nesta quarta-feira (23) para verificar o potencial do município para a agricultura natural e orgânica. O objetivo da visita foi fazer um diagnóstico da cidade para a possível implantação de um curso de Agroecologia, por meio de parceria entre a instituição, a prefeitura e a Fundação Mokiti Okada. Visitas foram feitas à Horta Solidária no bairro Santana, Horta Municipal de Ajapi, viveiro de mudas, Escola Agrícola e também a uma horta urbana no Jardim Boa Vista.

“Rio Claro tem um grande potencial em agroecologia e espaços ociosos que podem ser utilizados para a instalação do curso”, destacou o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, sugerindo o uso do prédio da Escola Chanceler Raul Fernandes e até mesmo da Escola Agrícola. Juninho ressaltou ainda a necessidade de estabelecer parcerias para viabilizar o projeto. “Seria um ganho importante para o município e os jovens da cidade”, observou Adriano Moreira, secretário municipal da Educação.

“Espero que possamos desenvolver um trabalho dentro do Centro Paula Souza para viabilizar um curso que atenda as necessidades de Rio Claro”, afirmou a professora Raquel Fabbri Ramos. Aguinaldo Garcez, também do Centro Paula Souza, explicou que essa primeira visita foi para conhecer a estrutura municipal e seu funcionamento para que se possa discutir e definir caminhos para a realização de parceria. “Existem várias alternativas como a criação de curso técnico autônomo ou a implantação de salas descentralizadas da Etec já existente”, disse.

“A educação é primordial para a formação do cidadão e a educação técnica dá oportunidade ao jovem de ingressar no mercado de trabalho”, declarou o deputado estadual Aldo Demarchi sobre a possibilidade de instalação do curso de Agroecologia em Rio Claro. O parlamentar comentou que Rio Claro tem vocação para a agroecologia, pois já trabalha com agricultura natural desde 1982. Ele informou ainda que a Assembleia Legislativa deve aprovar até o fim deste ano uma lei de incentivo à agroecologia e produção orgânica para regulamentar o setor.

Sérgio Kenji Homma, coordenador de Pesquisa da Fundação Mokiti Okada, reafirmou a disposição da entidade em participar de projetos que promovam o desenvolvimento da agricultura orgânica e natural de Rio Claro e região. “Temos muita disposição, vontade e ideias para novos projetos”, pontuou.

Sérgio Litholdo, diretor municipal de Silvicultura, lembrou que esse processo visa criar um movimento de transformação do horto de Ajapi num núcleo de difusão de agroecologia e produção orgânica. Ele lembrou que Rio Claro tem lei de 1997 que autoriza a implantação de projetos voltados à agricultura natural, agroecológica, orgânica, biodinâmica e sustentável no município.

Da reunião no paço municipal também participaram o secretário municipal de Agricultura, Emilio Cerri; Enéas Fergusson, diretor da Casa da Agricultura de Rio Claro; Felipe Tauk, diretor do Serviço de Inspeção Municipal (SIM); Ellen Rossit Sarti, diretora de Agronegócio; integrantes das secretarias municipais e produtores orgânicos.

Geraldo Alckmin, entre Aldo Demarchi e Rodrigo Garcia

O governador Geraldo Alckmin, o secretário estadual da Habitação, Rodrigo Garcia, e o deputado Aldo Demarchi participaram neste sábado (22), em Piracicaba, da entrega das 720 moradias do Morar Bem, Viver Melhor, destinadas a famílias com renda mensal de até R$ 1,8 mil, público alvo do programa Casa Paulista.
O investimento do Estado de São Paulo nos 720 apartamentos, a fundo perdido, é de R$ 14 milhões, equivalente a R$ 19,5 mil por moradia. Esse investimento complementa os recursos na construção das unidades habitacionais.
A Caixa Econômica Federal e a construtora Direcional Engenharia S/A são os agentes promotores. O investimento federal é de R$ 54,7 milhões, totalizando R$ 68,7 milhões aplicados na obra.
Os apartamentos têm área total de 51,11 m² e área útil de 47,50 m², dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. As novas unidades respeitam e incorporam as melhorias estabelecidas como diretrizes de qualidade da Secretaria de Estado da Habitação, com piso cerâmico em todos os cômodos, azulejos nas paredes da cozinha e do banheiro, medição individualizada de água, acessibilidade, entre outras melhorias.
Os beneficiados, que não podem ter participado anteriormente de nenhum programa habitacional, têm 120 meses para quitar o imóvel em prestações que variam entre R$ 80 e R$ 270, dependendo da renda mensal familiar.
De acordo com estudo realizado pela CDHU, são criados 14,5 empregos diretos a cada R$ 1 milhão investido em construção residencial, o que equivale a 996 empregos diretos criados por esta obra.

Aldo Demarchi visitou em março de 2015 as futuras instalações da Defensoria (arquivo pessoal).

A Defensoria Pública do Estado de São Paulo marcou para o próximo dia 21, às 10:30, a inauguração oficial da sede de Rio Claro. Essa informação foi divulgada nesta quinta-feira (13) pelo deputado Aldo Demarchi, após receber convite do Defensor Público-Geral, Davi Eduardo Depiné Filho, do Coordenador da Regional de São Carlos, Jonas Zoli Segura, e do responsável pela unidade do município, Artur Rega Lauandos.
Segundo o deputado, durante muito tempo os defensores públicos utilizaram uma sala no terceiro andar do prédio anexo ao Fórum, o que dificultava o acesso dos cidadãos, principalmente aqueles com problemas de locomoção, pois existem três lances de escada. “Já as novas instalações reúnem todas as condições de acessibilidade, além de salas suficientes para possibilitar atendimento específico em cada área do Direito”, ressalta Demarchi.
Ele acompanhou de perto todo o processo referente à escolha do local e acompanhou as obras de reforma do prédio situado na Avenida 17, número 1810, no bairro Consolação. “Foram mais de dois anos e meio desde que discutimos o assunto em São Paulo até chegarmos à fase atual, quando finalmente o espaço amplo, moderno e funcional será entregue oficialmente à população”, observa Aldo Demarchi.

Independência

Criada pela Lei Complementar 988 de 9 de janeiro de 2006, a Defensoria Pública do Estado de São Paulo é uma instituição permanente cuja função, como expressão e instrumento do regime democrático, é oferecer, de forma integral e gratuita, aos cidadãos necessitados a orientação jurídica, a promoção dos direitos humanos e a defesa, em todos os graus, judicial e extrajudicial, dos direitos individuais e coletivos.

Apesar de ser instituição estadual, não é vinculada ao governo. Sua autonomia é prevista pela Constituição Federal e é uma garantia para que os Defensores Públicos possam representar os direitos da população sem qualquer tipo de constrangimento. Internamente, o Defensor possui independência funcional para seguir livremente sua convicção em cada caso em que atua.

Nelson machado da Silva, Aldo Demarchi, Juninho da Padaria e Paulo Roberto de Lima

O deputado estadual Aldo Demarchi, o prefeito João Teixeira Júnior (Juninho da Padaria), e o secretário municipal de Obras, Paulo Roberto de Lima, estiveram reunidos nesta segunda-feira (10) com o gerente de Planejamento, Nelson Machado da Silva, e o engenheiro ambiental Henrique Simionato Robortella, ambos da concessionária Intervias – integrante do grupo Arteris, para tratar da manifestação técnica da Prefeitura de Rio Claro sobre a duplicação da Rodovia SP-191 (Wilson Finardi). Previstas para começar em novembro próximo, as obras serão realizadas no trecho que vai da SP-330 (Anhanguera), em Araras, até a SP-310 (Washington Luís), nas imediações do Distrito de Batovi, em Rio Claro.
Segundo ata elaborada durante a reunião, o encontro foi necessário para atender solicitação da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) a respeito das tratativas em andamento entre concessionária e prefeitura relacionadas ao uso do solo visando à emissão de licença ambiental prévia.
Na oportunidade, também abordou-se a questão do acesso à Rua Jacutinga, no quilômetro 72 mais 300 metros. Os técnicos explicaram que ele não será fechado, mas a configuração do projeto de duplicação impedirá o cruzamento da rodovia, o que deverá ser feito pelos dispositivos de retorno dos quilômetros 71 mais 100 metros e 74 mais 700 metros. “Os técnicos da Intervias esclareceram que qualquer mudança implicará atraso nas obras em até um ano, o que não interessa a ninguém”, informa o deputado Aldo Demarchi.
No que se refere à implantação de avenidas marginais ao longo de toda a duplicação, o prefeito Juninho da Padaria esclareceu que esta solicitação será apresentada em momento oportuno, levando-se em conta a demanda da população. Ele entendeu que isso representaria um novo impacto ambiental e consequente processo adicional de licenciamento, sem contar as desaspropriações. “Tudo isso adiaria o início das obras, que possuem grande importância para os usuários da rodovia e para a comunidade em geral”, disse Juninho.

Aldo Demarchi discursa na audiência pública em Piracicaba

O deputado estadual Aldo Demarchi participou nesta sexta-feira (07), no auditório da Associação Comercial e Industrial de Piracicaba, da audiência pública para recolher sugestões de projetos e programas que poderão ser incluídos na Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2018. “Essa é a oportunidade dos cidadãos em geral e representantes de entidades da sociedade civil organizada nos ajudarem a definir prioridades de investimentos em cada região do Estado”, acredita Demarchi.

Para o secretário de Planejamento e Gestão, Marcos Antonio Monteiro, o debate sobre políticas públicas deve ser aberto a todos os setores. “A audiência pública é o fórum legítimo para o exercício da cidadania e participação popular. São encontros nos quais o cidadão é convidado a conhecer os programas, opinar sobre aqueles considerados essenciais e a planejar a alocação do dinheiro público”, afirma.

Para acompanhar as audiências de forma remota ou para obter informações sobre as agendas e locais, os interessados poderão acessar o site da Secretaria de Planejamento e Gestãohttp://www.planejamento.sp.gov.br/LOA/2018 ou o portal do Governo http://www.saopaulo.sp.gov.br/. O calendário prevê reuniões nas 18 sedes das Regiões Administrativas (RAs), Aglomerados Urbanos (AUs) e Regiões Metropolitanas (RMs).

Adesão ao programa foi discutida por Aldo Demarchi - terceiro da esquerda para a direita - em Rio Claro

Depois de conseguir a inclusão de Rio Claro no “Via Rápida Emprego”, que desde o início de junho oferece na cidade os cursos de Manicure e Pedicure, Assistente de Cabeleireiro e Maquiagem, o deputado Aldo Demarchi acertou com o vice-governador e secretario estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, Márcio França, a adesão do município ao “Via Rápida Empresa”. Lançado em maio de 2012 pelo governador Geraldo Alckmin, o programa permite a realização dos serviços de viabilidade, registro empresarial, inscrições tributárias e licenciamento de atividades em apenas um atendimento.
O assunto foi discutido nesta quarta-feira (5) pelo deputado com o secretário municipal de Governo, Gilberto Brina, o vereador Val Demarchi, o diretor de Desenvolvimento Econômico, Erleson Pereira, o diretor de Relações Institucionais, Antônio de Campos Passaro, e a diretora de Inovação Tecnológica, Amanda Servidoni. Durante a reunião realizada na Prefeitura, Aldo Demarchi entrou em contato com o chefe de Gabinete do secretário Márcio França, o jornalista e professor Maurício Juvenal, que forneceu as coordenadas para celebração do convênio nos próximos dias.
Segundo ele, todos os procedimentos do “Via Rápida Empresa” são executados por meio de ferramentas on-line disponibilizadas pela Junta Comercial do Estado de São Paulo (Jucesp). “É mais uma iniciativa para desburocratizar a atividade empresarial em Rio Claro e incentivar a geração de empregos”, disse o vereador Val Demarchi ao ouvir as explicações de Maurício Juvenal. “No último dia 29, o prefeito Juninho da Padaria também deu um importante passo nessa mesma direção, ao assinar o decreto que regula a emissão de certidões de diretrizes e simplifica os procedimentos para a abertura de firmas”, lembrou o líder da bancada do Democratas na Câmara de Vereadores.
Já o deputado Aldo Demarchi, a exemplo do que tem feito em diversas ocasiões, ressaltou a sintonia entre os poderes Executivo e Legislativo locais, a representação na Assembleia e o Governo do Estado. “Estou certo de que a população de Rio Claro só tem a ganhar se mantivermos essa união de esforços em torno de projetos e programas de largo alcance social”, afirmou Demarchi.

Publicação Mais Antigo »