RSS
Notícias
Comentários

Aldo Demarchi e o secretário Alexandre de Moraes

A instalação de uma base da Polícia Militar nas dependências do atual Fórum de Rio Claro foi discutida entre o deputado estadual Aldo Demarchi e o secretário da Segurança Pública, Alexandre de Moraes, nesta segunda-feira (25), durante audiência em São Paulo. “Trata-se de uma aspiração dos comerciantes, prestadores de serviços, profissionais liberais e da comunidade em geral diante da quantidade de roubos e furtos na área central da cidade”, justifica Demarchi.
Segundo ele, o Fórum reúne as condições ideais para essa finalidade. “Além do posicionamento estratégico, possui espaço adequado já disponibilizado por sua Diretoria de Serviço de Administração”, informa o deputado, que entregou ao secretário Alexandre de Moraes ofícios da Associação Comercial e Industrial de Rio Claro (ACIRC) e da 4ª Subsecção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) sobre a importância de uma base da PM no centro.
Para a presidente da OAB local, Rosa Cattuzzo, isso reforçará o policiamento ostensivo e, consequentemente, aumentará a sensação de segurança da população. O presidente da ACIRC, Antônio Carlos Beltrame, também apresentou argumentos semelhantes.
De acordo com o deputado, o secretário aprovou a ideia e se comprometeu a levar o assunto ao Tribunal de Justiça, órgão responsável pelo Fórum.

Aloísio de Toledo César, secretário de Justiça, com o deputado Aldo Demarchi

O secretário de Justiça e Defesa da Cidadania, Aloísio de Toledo César, confirmou esta semana ao deputado estadual Aldo Demarchi, por meio de ofício, que estão sendo elaborados estudos para a retomada das obras do novo Fórum da Comarca de Rio Claro. “Assim que estiver pronto o material necessário à realização dos serviços complementares, será realizado procedimento licitatório para o término da edificação”, informa o secretário.
A manifestação de Toledo César responde a uma cobrança do deputado, que encaminhou-lhe um dossiê preparado pela Diretoria de Serviço de Administração do Fórum a respeito da situação do prédio que deverá abrigar as varas criminais e respectivos ofícios de Justiça. “Paralisadas desde agosto do ano passado em virtude do cancelamento do contrato com a empresa responsável pela execução dos serviços, as obras dependem de uma nova licitação para serem retomadas”, observou Demarchi no material entregue ao secretário.
“Agora, não restam dúvidas de que a Secretaria de Justiça e Defesa da Cidadania assumiu diretamente a construção do Fórum”, destaca o parlamentar. Até então, essa tarefa havia sido exercida pela Prefeitura, que recebeu cerca de R$ 9 milhões do Governo do Estado para contratação da construtora. O dinheiro foi destinado a partir de emenda orçamentária de autoria do deputado Aldo Demarchi.

Em atendimento a uma solicitação de comitiva de rio-clarenses, o secretário de Transportes Metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni, anunciou nesta terça-feira (05), em São Paulo, a realização de pesquisa sobre a viabilidade econômica do Trem Metropolitano para chegar até Rio Claro.
O objetivo da pesquisa é saber qual seria a demanda diária de passageiros da cidade até São Paulo com paradas em Santa Gertrudes, Cordeirópolis e Limeira no trajeto que de Americana seguiria às estações metropolitanas da Capital.
“Se chegar a Americana, o trem vai seguir pelo interior, é questão de tempo, mesmo porque as dez grandes rodovias que dão acesso à Capital estão saturadas e vão continuar em processo de saturação”, explicou o secretário.
Segundo ele, as pesquisas de demanda por transportes mostram a exigência de investimentos nas quatro áreas de maior densidade urbana, Campinas, Vale do Paraíba, Sorocaba e Santos. A prioridade é Campinas, o que justifica a extensão do Trem Metropolitano ao interior. A seu ver, tanto o transporte de cargas quanto o de passageiros por ferrovia são fundamentais no planejamento urbano e econômico.
A comitiva de Rio Claro reuniu o deputado Aldo Demarchi, o vereador Geraldo Voluntário e a representação da OAB local formada pelo desembargador aposentado Irineu Carlos de Oliveira Prado e pela advogada Ionita Krugner, representante da presidente Rosa Catuzzo.
O grupo falou sobre a campanha dos rio-clarenses para inclusão do município no projeto que prevê o trajeto do trem só até Americana. O deputado Aldo Demarchi destacou a realização de abaixo-assinado por iniciativa da OAB e sob a coordenação regional de Geraldo Voluntário. Ele acentuou a tradição ferroviária de Rio Claro e que há anos trabalha com a perspectiva da retomada do transporte de passageiros ao longo da antiga Companhia Paulista.
Irineu Prado e Ionita Krugner assinalaram a motivação da comunidade na mobilização em curso através de clubes de serviços, associações, sindicatos, comércio, indústria e entidades religiosas.
O vereador Geraldo Voluntário enfatizou que diante da receptividade positiva do secretário e do encaminhamento da pesquisa de viabilidade, “a participação no abaixo-assinado ganhou em importância para mostrar que Rio Claro e as cidades parceiras nesta luta querem de fato que o Trem Metropolitano seja uma alternativa de transporte”.

Autorização foi dada na sede da Divisão Regional do DER

A ordem de serviço para oficializar o início dos trabalhos de recuperação, melhorias e duplicação da Rodovia Constante Peruchi (SP-316), que liga Rio Claro a Cordeirópolis, passando por Santa Gertrudes, foi assinada nesta sexta-feira (17), na sede da Divisão Regional 13 do Departamento de Estradas de Rodagem. “O canteiro de obras já está instalado e a movimentação de homens e máquinas deve ganhar ritmo a partir da semana que vem”, informa o deputado estadual Aldo Demarchi.
Integrante da Comissão de Transportes e Comunicação da Assembleia Legislativa, ele ressalta que esse era um dos compromissos do governador Geraldo Alckmin. “Os R$ 52,6 milhões destinados à SP-316 representam o maior investimento em infraestrutura de transportes da região nos últimos anos”, observa Demarchi. Além de restauração do pavimento e acostamentos asfaltados, está previsto duplicar aproximadamente 1,6 quilômetro de pista em Cordeirópolis e de pouco menos de 5 quilômetros entre Rio Claro e Santa Gertrudes –, trecho em que também será implantada ciclovia. O prazo de execução foi fixado em doze meses.
Entre os participantes do ato de assinatura da ordem de serviço estiveram o deputado, o diretor da DR-13, engenheiro Danilo Luiz Dezan, o supervisor de fiscalização do DER, engenheiro Alexandre Tadeu Vilela de Camargo, a engenheira Elaine Zancopé Carnieri (fiscal do DER), o diretor da Conter Construções e Comércio – vencedora da concorrência internacional -, Olavo Pacheco Silveira, o gerente de contratos da Conter, Alencar José da Silva, e o representante do consórcio Euroestúdios-ECR-Geribello, Armando Luciano Borges.

Herman Voorwald, Juninho da Padaria e Aldo Demarchi em reunião na Assembleia

Técnicos da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE) estiveram em Rio Claro nesta terça-feira (14) para vistoriar a Escola “Nelson Stroli” – atingida por um incêndio criminoso no início do mês. Eles ainda visitaram as escolas “Prof. Délcio Báccaro”, “Prof. João Batista Leme” e “Prof. José Cardoso”, que também necessitam de obras para melhoria e reformas das instalações.
A presença dos representantes da FDE na cidade foi determinada pelo secretário da Educação do Estado de São Paulo, Herman Jacobus Cornelis Voorwald, conforme compromisso assumido no último dia 8 com o deputado estadual Aldo Demarchi e o vereador Juninho da Padaria.
Recebido no gabinete do deputado na Assembleia Legislativa, Voorwald afirmou que tão logo a Diretoria Regional de Ensino de Limeira encaminhasse à Secretaria um relatório detalhado dos estragos ele agilizaria reforma das instalações danificadas na escola Nelson Stroili. “O secretário demonstrou eficiência e rapidez ao atender nossa solicitação”, destaca Aldo Demarchi. Embora considere prioritária a situação da unidade de ensino que teve três salas incendiadas, o parlamentar também defende a agilização no atendimento às demandas das outras escolas.

Laura Laganá e Aldo Demarchi, na sede do Centro Paula Souza

O Governo do Estado de São Paulo investirá mais de R$ 40 milhões em Rio Claro para fortalecimento e ampliação do ensino técnico e tecnológico. Desse total, R$ 31 milhões serão aplicados na construção da Fatec e R$ 8 milhões no novo prédio da Etec “Prof. Armando Bayeux da Silva”, cujos projetos executivos – concluídos há poucos dias – custaram, respectivamente, R$ 1.150.000,00 e R$ 1.100.000,00. Esses números foram repassados nesta terça-feira (14) ao deputado estadual Aldo Demarchi pela superintendente do Centro Paula Souza, professora Laura Laganá, durante reunião na sede da autarquia.
“Além desses valores, mais cerca de R$ 1,5 milhão está destinado à reforma e ampliação do refeitório existente nas atuais instalações da escola Bayeux, no centro da cidade”, informa o deputado, que esteve no Centro Paula Souza a convite da superintendente. “Ela fez questão de transmitir pessoalmente os detalhes desses empreendimentos em consideração ao meu empenho na defesa da educação profissionalizante”, justifica Demarchi.
Segundo ele, o próximo passo deverá ser a abertura de concorrências públicas para escolha das empresas que construirão a Fatec e a Etec. “Vou solicitar ao vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, Márcio França, que agilize os processos de licitação”, afirma Aldo Demarchi.
Para o deputado, é fundamental que se recupere o tempo perdido, principalmente no caso da Fatec. “Na campanha eleitoral de 2010, o então candidato a governador Geraldo Alckmin se comprometeu a atender nossa reivindicação. Já em agosto de 2011, em solenidade realizada na Prefeitura, anunciamos que a Fatec sairia finalmente do papel”, recorda o parlamentar. “Infelizmente, problemas relacionados a terrenos oferecidos pelo município atrasaram o cronograma de implantação da faculdade. Essa fase, porém, foi superada a partir da definição de uma excelente área no Jardim Centenário”, completa.
Se não surgirem imprevistos, a expectativa é de que em 2016 os dois primeiros cursos – Automação Industrial e Gestão de Produção Industrial – ofereçam 160 vagas aos jovens de Rio Claro e cidades vizinhas. Já em relação ao refeitório da escola Bayeux, a professora Laura Laganá disse ao deputado que a reforma será feita no segundo semestre deste ano.

Aldo Demarchi, Duarte Nogueira e Juninho da Padaria

O secretário de Logística e Transportes do Estado de São Paulo, Duarte Nogueira, determinará a realização de estudos técnicos com a finalidade de definir a melhor alternativa para melhorar a segurança no trecho da “Estrada Velha de Ipeúna” (SP-191) que corta os bairros Jardim Novo Wenzel e Bonsucesso, em Rio Claro. Nesta segunda-feira (13), ele recebeu em audiência o deputado estadual Aldo Demarchi e o vereador Juninho da Padaria, que levaram ao secretário a preocupação dos moradores com o elevado número de acidentes de trânsito.

Em ofício entregue a Duarte Nogueira, o vereador defende a duplicação da parte urbana da rodovia, “tendo em vista que este local está sendo palco de grandes tragédias”. Para justificar a necessidade da obra, Juninho anexou ao documento cópias de notícias divulgadas sobre acidentes – muitos deles com vítimas fatais.

Nicolau Marotti

Durante a audiência, Aldo Demarchi também solicitou ao secretário que interceda perante a Agência Reguladora de Transportes (Artesp) no sentido de autorizar a concessionária Centrovias a monitorar o tráfego de caminhões na vicinal Nicolau Marotti, que liga Rio Claro a Corumbataí. Em 2008, Demarchi incluiu a vicinal no programa “Pró-Vicinais” e foram investidos cerca de R$ 4 milhões na recuperação do asfalto. “Em pouco tempo, no entanto, o pavimento já estava deteriorado por causa do trânsito pesado”, recorda o deputado. “O monitoramento e controle dos caminhões de carga é fundamental, portanto, para que a implantação de melhorias se concretize e permaneça”, acredita o parlamentar.

Juninho da Padaria, Herman Voorwald e Aldo Demarchi

O secretário da Educação do Estado de São Paulo, Herman Jacobus Cornelis Voorwald, garantiu nesta quarta-feira (08) ao deputado estadual Aldo Demarchi e ao vereador Juninho da Padaria que determinará a execução imediata das obras de recuperação das salas de aula incendiadas no último fim de semana na Escola “Prof. Nelson Stroili”, em Rio Claro.
Recebido no gabinete do deputado na Assembleia Legislativa, Voorwald afirmou que tão logo a Diretoria Regional de Ensino de Limeira encaminhe à Secretaria um relatório detalhado dos estragos ele agilizará reforma das instalações danificadas.Segundo o vereador Juninho, o secretário comprometeu-se a verificar outras melhorias que a escola necessite, bem como reforçar a segurança no prédio para evitar novas ações de vândalos.
Durante o encontro, também foram entregues ao professor Voorwald ofícios referentes a solicitações de obras nas escolas “Prof. Délcio Báccaro”, “Prof. João Batista Leme” e “Prof. José Cardoso”. O deputado Aldo Demarchi formalizou ainda um pedido de correção dos valores que o Estado repassa à Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Rio Claro para cobrir o dissidio salarial dos professores contratados e despesas de custeio.

Juninho da Padaria, Arnaldo Jardim e Aldo Demarchi

Acompanhado pelo deputado estadual Aldo Demarchi, o vereador Juninho da Padaria solicitou nesta terça-feira (31) ao secretário da Agricultura, Arnaldo Jardim, a doação de sete pontes metálicas para a zona rural de Rio Claro. No ofício em que formalizou a reivindicação, Juninho destaca as dificuldades de locomoção dos moradores por conta da queda ou das condições precárias de alguns locais de travessia sobre rios e córregos.
“Diante da inércia da administração municipal em resolver o problema, recorri ao deputado para intermediar a audiência com o secretário”, justifica o vereador. A lista inclui a Ponte do Sartori (Distrito de Assistência), Ponte do Quilombo (entre Rio Claro e Ipeúna), Ponte de Jacutinga, Ponte Ribeirão das Araras, Ponte do Distrito de Batovi e duas pontes no Bairro dos Lopes.
Segundo Juninho, o secretário informou que o programa de pontes metálicas está suspenso, mas brevemente será retomado. “Ele assumiu o compromisso de que Rio Claro será um dos primeiros municípios atendidos”, diz o vereador.

Aldo e Juninho acompanham o início da nebulização

Uma equipe da Superintendência de Controle de Endemias (Sucen) iniciou na noite desta quarta-feira (25) em Rio Claro os serviços de nebulização contra o mosquito aedes aegypti com equipamento acoplado a veículo. A intervenção da Sucen havia sido solicitada no último dia 12 pelo vereador Juninho da Padaria e o deputado estadual Aldo Demarchi ao superintendente da autarquia, Dalton Pereira Fonseca Jr. Os últimos dados oficiais apontam cerca de 6.000 casos confirmados de dengue no município.
Segundo o vereador, a aplicação motorizada do inseticida permite a cobertura de 80 quarteirões em apenas três horas. “Já a nebulização por meio de tanque acoplado nas costas de agente sanitário cobre em torno de 60 imóveis por dia”, diz Juninho. Ele e o deputado acompanharam o começo da nebulização  na região que compreende os bairros Santana, Vila Operária e Alto de Santana.
O trabalho dos agentes da Sucen prossegue nesta quinta-feira (26). A recomendação é que os moradores devem permaneçam em suas casas, cubram todos os utensílios domésticos, alimentos e filtros de água, guardar os bebedouros de animais e abram as portas e janelas. Crianças e adultos com asma e bronquite devem permanecer em um cômodo fechado durante pelo menos 30 minutos.

Publicação Mais Antigo »